PAPO DIRETO QUALIFICAÇÃO AO ALCANCE DE TODOS Papo Direto com Ricardo Câmara

March 5, 2016

 

Qualificar mão de obra levando conhecimento para dentro das unidades de distribuição de vidros e ferragens. Com esse objetivo em mente, o instrutor Ricardo Câmara lançou as bases, em 2010, do que se tornaria a Central do Vidraceiro, empresa de treinamentos itinerante que, ao lado de parceiros do segmento de vidros e ferragens, tem-se empenhado em tornar os cursos acessíveis a profissionais de todos os níveis. Projetista, instrutor e diretor da organização, Câmara acumula 22 anos de experiência no mercado de vidros temperados e esquadrias de alumínio. Foi gerente de vendas na empresa Alushow por nove anos e, na sequência, assumiu a gerência de projetos da Alumishow, função em que permaneceu por outros nove anos.

Em entrevista a Vidro Impresso, ele conta como foi criada a proposta da Central do Vidraceiro, que em 2012 se ramificou no projeto Qualificação ao seu Alcance, com a missão de levar cursos de formação e técnicas em vidros temperados para várias regiões do Brasil. Ministrados dentro de têmperas, unidades fabris, distribuidoras, revendedoras e vidraçarias, os cursos da Central do Vidraceiro já atenderam mais de 3 mil alunos e têm-se tornado uma alternativa acessível a profissionais com variados objetivos e níveis de capacitação. Compartilha, também, sua visão sobre os caminhos a serem percorridos para aumentar a qualificação de mão de obra no Brasil, enfatiza a necessidade de formar profissionais que sejam multiplicadores e oferece orientações àqueles que desejam ingressar no ramo vidreiro ou galgar patamares mais altos no setor.

 

 

 

Como nasceu a Central do Vidraceiro?

 

Sempre ouvi as pessoas comentando sobre a falta de mão de obra qualificada. Criamos a Central do Vidraceiro para ajudar a sanar esse problema. Iniciamos nossos cursos dentro de uma distribuidora de ferragens no Rio de Janeiro. O sucesso do projeto já rendeu parcerias com fabricantes, têmperas, distribuidores e publicações do setor. Os cursos incluem Instalação de box, medição e projeto, envidraçamento de sacada, guarda-corpo e portão de garagem.

 

 

 

Conte um pouco sobre sua relação com o mundo vidreiro e sua trajetória profissional neste setor.


Iniciei minha carreira aos 15 anos em uma empresa de esquadrias de alumínio, a Alushow, como ajudante de serralheiro. Dois anos depois fui promovido a gerente de vendas, função em que permaneci por nove anos. Em seguida fui para a Alumishow Vidros Temperados, como gerente de Projetos. Lá tive a oportunidade de trabalhar com grandes engenheiros e arquitetos, convivência que me propiciou traquejo e desafios no mundo do vidro.

 


 
Quais os passos seguintes até chegar à função atual? 


A falta de mão de obra levou muitas empresas a nos convidarem para real